Inicial
Click on the slide!

Câmara homenageia Edésio Passos

Notícias >> Mundo do Trabalho

Por iniciativa da vereadora Professora Josete, Edésio Passos dará nome a logradouro público.

Mais...
Click on the slide!

Trabalhadores reforçam unidade e confirmam atos para o dia 25

Notícias >> Mundo do Trabalho

A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 55 que congela gastos públicos por 20 anos também é alvo dos atos.

Mais...
Click on the slide!

PEC do Fim do Mundo

Notícias >> Mundo do Trabalho

PEC que congela investimentos públicos por 20 anos vai afetar carreira e remuneração dos servidores.

Mais...
Click on the slide!

13º Salário

Notícias >> Mundo do Trabalho

Dieese: pagamento do décimo terceiro salário traz R$ 197 bilhões para a economia.

Mais...
Click on the slide!

Condutores de guindastes e motoristas de canteiros da Odebrecht no PR se enquadram em categoria diferenciada

Notícias >> Notícias jurídicas

Condutores de guindastes e motoristas de canteiros da Odebrecht no PR se enquadram em categoria diferenciada

Mais...
Frontpage Slideshow (version 2.0.0) - Copyright © 2006-2008 by JoomlaWorks
historia
atuacao
EQUIPE
CONTATO

Câmara homenageia Edésio Passos

Do site da vereadora Professora Josete


Edésio Passos dará nome a logradouro público. Foto: Itaipu Binacional


O nome de Edésio Passos ficará marcado para sempre em um logradouro público de Curitiba. O projeto, de iniciativa da vereadora Professora Josete, que homenageia o ex-deputado federal, falecido no dia 9 de agosto de 2016, aos 77 anos, foi aprovado hoje (05) na Câmara Municipal de Curitiba. Após a votação em segundo turno, que deve ocorrer amanhã, o projeto segue para sanção do prefeito.

Edésio Passos era um dos mais destacados advogados trabalhistas do país. Especializado em direito do trabalho e direito sindical, fundou a Associação dos Advogados Trabalhistas do Brasil em 1979. Em 1980, foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores e, até 1982, foi secretário-geral do PT no Paraná. Em 1990, foi eleito deputado federal. Após ser nomeado para o Conselho Administrativo da Usina Hidreláetrica de Itaipu Binacional, chegou ao cargo de Diretor Administrativo da Usina em 2004.


Projeto de Lei é de autoria da vereadora Professora Josete. Foto: Bruno Zermiani

"Essa pequena homenagem mostra o reconhecimento de toda a sociedade perante a trajetória profissional, política e pessoal de Edésio Franco Passos. Quem teve a oportunidade de o conhecer pôde constatar o grande ser humano que era", disse Josete ao defender o projeto. Um dos filhos de Edésio, André Passos, ex-vereador de Curitiba pelo Partido dos Trabalhadores e também advogado trabalhista, esteve presente na sessão e agradeceu a homenagem em nome da família. "Agradeço a Josete e aos vereadores e vereadoras, que nos honram com esse gesto", afirmou.

Última atualização em Seg, 05 de Dezembro de 2016 14:40

Escravos no Mar

Relatório da FAO denuncia trabalho escravo no setor da pesca

RFI | As Vozes do Mundo


21 milhões de pessoas trabalham ilegalmente no setor da pesca é o que diz o relatório realizado pela FAO e pelo Vaticano. @captura de vídeo


A agência da ONU para Alimentação e Agricultura, FAO e o Vaticano apresentam nesta segunda-feira (20) um relatório que denúncia a “escravidão na era moderna em alto mar”. Segundo a ONU, cerca de 21 milhões de pessoas trabalham ilegalmente no setor da pesca.

Gina Marques, correspondente da RFI em Roma

O setor enfrenta muitos problemas relacionados à pesca pirata, conflitos nas áreas de pesca, trabalho infantil e forçado, além do tráfico de pessoas. A quantidade de trabalhadores na indústria da pesca que sofre violação dos direitos chega a 21 milhões de trabalhadores escravos.

A estimativa do emprego global na pesca é complexa, devido ao grande número de atividades do setor que envolvem a preparação das embarcações, redes, captura de frutos do mar e transformação dos produtos, comercialização e distribuição. Os dados mais recentes da FAO indicam que cerca de 198 milhões de pessoas trabalham nesta cadeia de produção, sendo que as pessoas empregadas diretamente na pesca, são aproximadamente 56 milhões.

Trabalhadores reforçam unidade e confirmam atos para o dia 25

Em reunião nesta quarta-feira (16) na sede do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos (Dieese), em São Paulo, representantes das principais centrais sindicais brasileiras confirmaram os atos do dia 25 contra as reformas trabalhista e da previdência de Michel Temer. A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 55 que congela gastos públicos por 20 anos também é alvo dos atos.

Por Railídia Carvalho | Portal Vermelho

A proposta das centrais é que os trabalhadores brasileiros paralisem por uma hora as atividades no dia 25. O protesto tem endereço certo que é atingir os principais objetivos do governo Temer: A reforma da Previdência e a PEC 55.

Para Adilson Araújo, presidente da Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) a adesão aos atos mostra que o trabalhador começa a perceber os prejuízos que as medidas do atual governo podem trazer às conquistas sociais e trabalhistas.

Protestos unitários

Além da PEC 55, a pauta dos protestos inclui a denúncia da reforma trabalhista que pretende tirar direitos do trabalhador e a luta em defesa do emprego. A consequência da crise política e econômica é a perda de postos de trabalho, que somam no país 12 milhões de desempregados.

Responsabilidade objetiva

Justiça do Trabalho responsabiliza empresa por câmera secreta instalada por empregado no banheiro das mulheres

Do TST

A Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho reconheceu a responsabilidade civil objetiva da Tinta e Cor Comercial de Tintas Ltda., de Novo Hamburgo (RS), pelo caso em que uma empregada da loja foi gravada no banheiro do serviço por caneta espiã instalada por um colega. Para os integrantes da Turma, a conduta guardou relação com o trabalho, portanto a responsabilidade objetiva deve ser imputada à empresa, sem a necessidade de comprovar a culpa dela.

O equipamento de filmagem foi descoberto por outra vendedora que foi até o banheiro, utilizado também por clientes, e percebeu o objeto escondido em uma caixa de papelão. Ao verificar a memória do aparelho, o setor de informática descobriu cenas íntimas das trabalhadoras e a gravação do momento em que o auxiliar de vendas proprietário da microcâmera a instala no local.

A comerciária apresentou reclamação trabalhista contra a empresa com a finalidade de receber indenização por dano moral. Segundo ela, a situação causou abalo psicológico, até porque veículos de comunicação locais divulgaram o caso. A empregada considerou que houve negligência da Tinta e Cor ao admitir e não fiscalizar os atos abusivos do auxiliar.

Em sua defesa, a loja alegou que não poderia ser responsabilizada pela conduta personalíssima do empregado. Quando soube da situação, o empregador despediu por justa causa o autor das filmagens, registrou boletim de ocorrência e obteve documento em que o auxiliar admitiu a responsabilidade pela gravação e se comprometeu a não divulgar o material.

Direitos dos estudantes

DPU publica cartilha com direitos dos estudantes que participam de ocupações

Da Assessoria da DPU

Brasília – A Defensoria Pública da União (DPU) lançou nesta segunda-feira (7) uma cartilha com orientação em direitos e deveres dos estudantes que estão participando das ocupações que ocorrem em escolas de todo o Brasil. Com o nome de "Garantia de direitos em ocupações de instituições de ensino", a publicação tem como principal objetivo estimular os estudantes a conhecer e proteger seus direitos.

A cartilha apresenta aos estudantes os direitos fundamentais que são exercidos e que devem ser respeitados no contexto das atuais mobilizações: a liberdade de expressão, a liberdade de reunião e a liberdade de associação. Outros direitos destacados na cartilha são o de proteção integral das crianças e adolescentes e também o que garante o princípio da gestão democrática do ensino público.

You are here Inicial

AGENDA_OIT

banner_livros_filmes